TRÂNSITOS ASTROLÓGICOS DA SEMANA (2 A 8 DE AGOSTO)

A semana que vai do dia 2 a 8 de agosto se inicia na força da Lua Cheia, encontra seu ápice energético na segunda, dia 3. Como seres regidos pela Lua, assim como ela, também ficamos cheias: tudo fica intenso demais, as emoções a flor da pele. Acabamos respondendo de forma mais instintiva do que racionalmente. São dias de força e potência, e por que não?, celebração. Lembremos que estamos no período onde o Sol transita por Leão, seu signo regente, onde a luz, principalmente aquela que vem de dentro, se torna ainda mais forte.

No domingo, 2, já sentimos toda essa intensidade lunar. Portanto, atentem-se a quadratura que Urano faz com o Sol. Esse é um aspecto considerado tenso que acaba nos empurrando a precipitações, a agir sem pensar muito. A Lua faz oposição a Mercúrio, gerando uma tensão entre nosso emocional e capacidade de comunicação. Vale dar aquela respirada antes de soltar aquele coice. Como a Lua tá ficando cheia, tudo acaba tomando uma proporção muito maior.

Na segunda, 3, a Lua chega ao seu ápice no signo de Aquário, às 16h14. Temos também Mercúrio encarando Saturno e Marte quadrando Júpiter. No domingo e na segunda o céu está bem tenso e não se surpreenda se em algum momento explodir – a impaciência e frustração podem se fazer bastante presentes. Porém, é Lua Cheia. Há sim um excesso de energia, mas que se bem canalizada, há de encontrar um fim produtivo pra coragem leonina que ilumina a criatividade aquariana. Essa Lua Cheia em Aquário nos traz os frutos do que foi começado lá em janeiro, no dia 24 de janeiro, pra ser mais exata.

Uma Lua Cheia é a conclusão do que foi iniciado na Lua Nova de mesmo signo, há seis meses. Lá no dia 24 iniciou-se um processo de mudança, onde uma sementinha foi germinada. Era um plantio de transformação, que ao longo dos meses foi germinando, mas que ainda não havia sido iluminado para que soubéssemos o que era realmente. Mas quando o Sol ilumina a Lua e esta chega na sua máxima potência, encontramos clareza e trazemos a luz da consciência o que ainda não tínhamos visto. Essa é uma Lua Cheia de reinvenção, processo pelo qual acredito estarmos todas passando de alguma forma – de modo bem intenso neste ano de 2020, inclusive. Vale tirar um momento para meditar sobre o que se passava na vida há seis meses. Essa pequena retrospecção pessoal pode trazer uma compreensão acerca dessa Lua Cheia para você. De qualquer forma, o convite é o de superação. Inovação. Romper barreiras, sejam elas quais forem, imposta por você mesma ou pelo mundo. Marte em Áries traz aquela agitação mas ainda sentimos a conjunção de Plutão e Saturno, então os obstáculos ainda estão aí. Não desanime diante das resistências. Elas sempre estarão aí, mas junto de um grande aprendizado.

“O convite é o de superação. Inovação. Romper barreiras, sejam elas quais forem, imposta por você mesma ou pelo mundo”

Terça, 3, a Lua faz aspecto harmônico com Vênus em Gêmeos, o que traz um ar mais comunicativo e menos hostil. É possível acessar aqui um lugar de fé, de positividade diante do momento que estamos vivendo. Júpiter faz sextil com Netuno, liberando toda forma de imaginação. O Sol também interage harmoniosamente com Marte, incentivando a colocar a mão na massa, alimentando as ações enérgicas. Aproveite o dia para isso, porque às 18h46 a Lua fica fora de curso e aí já sabemos que as coisas não saem lá do jeito que planejamos. Às 23h29, a Lua entra em Peixes.

Acordamos na quarta, 5, com a Lua transitando no último signo do zodíaco. A sensibilidade aumenta e os pensamentos ficam um pouco dispersos, com uma notória falta de concentração. Porém, a imaginação fica, ó, lá em cima, ainda mais que a Lua faz sêxtil com Urano. Ande com um papel e uma caneta na quarta porque ideias podem surgir, ideias bem originais, daquelas que parecem enviadas pelos céus. A tendência de quarta a sexta, dia 7, é uma energia mais passiva, contemplativa, do que ativa. Não se cobre demais.

Na quinta, 6, temos Lua em Peixes conjunta a Netuno, fazendo sêxtil com Júpiter e Plutão. Programe-se para não deixar atividades que exijam muito esforço e concentração para quinta. A energia que impera é a netuniana, dispersa, ilusória, que nos leva lá pro nosso mundinho. A intuição aflora e os insights vem com força. Como Júpiter e Plutão estarão ativos, é uma grande oportunidade de olharmos para as limitações que têm se revelado. Pode ser que, ao longo do dia, venham flashes de entendimento que podem ajudar bastante no processo de integração das sombras que vêm sendo trabalhadas. Que aspecto da sua vida você ainda não liberou a necessidade de controle? Hora de olhar para isto.

Sexta, 7, a Lua entra em Áries pela manhã, às 10h06, mudando completamente a energia para a agitação ariana. Ela começa o dia quadrando Vênus, nos trazendo para um lugar de auto questionamento: você tem imposto suas verdades? Tem sido flexível quanto a imposição dos seus valores? Vale a reflexão. Ao longo do dia a Lua faz sêxtil com Saturno e trígono com Mercúrio, trazendo respostas emocionais e mentais rápidas. Pode ser que venham algumas questões do passado e a energia do dia alimenta e muito a solução destas.

Sábado, 8, o Sol em Leão faz trígono com a Lua e Marte: dia pra se mexer, pra se divertir, pra colocar a energia pra circular. Logo a Lua entra na fase Minguante e a energia de fogo no céu é um convite para uma última movimentação antes da introspecção. É uma semana onde a ansiedade pode se bastante presente e especialmente no sábado ela estará mais do que sobrando. Preste atenção apenas na reatividade e na projeção dos seus processos nos mais próximos.

Caroline Borges
Caroline Borges

Jornalista, comunicadora, terapeuta energética e astróloga em eterna construção pela vida. Trago saberes e incentivo sonhos no @ocosmosevoce.