COMO GANHAR DINHEIRO COM AS SUAS REDES SOCIAIS

Oi, leitora! Meu nome  Julia Prezotto e esse é o meu primeiro texto aqui no The Squad! Eu trabalho com Marketing Digital desde 2012, e eu sempre percebo como é difícil para algumas pessoas encontrarem uma maneira de lucrar com as redes sociais. Muita gente pensa que é necessário ter um milhão de seguidores e uma marca extremamente conhecida para conseguir fazer um dim dim, mas isso não é verdade!

Eu decidi escrever meu primeiro texto sobre esse assunto porque nós já conversamos sobre a importância da independência financeira para as mulheres. E como muitas de nós não conseguimos sair de casa para ganhar o próprio dinheiro – principalmente durante a pandemia – por que não começar dentro de casa mesmo?

Aqui vão algumas dicas de como ganhar dinheiro com as suas redes sociais.

Marketing de influência

Como eu falei ali em cima, você não precisa ter um milhão de seguidores para ganhar dinheiro com a internet. Inclusive, as marcas vêm apostando em microinfluenciadores (pessoas que têm de 10.000 a 100.000 seguidores) há muito tempo porque já foi comprovado que os consumidores confiam mais em microinfluenciadores do que em macro.

Você pode estar pensando que ter 10.000 seguidores ainda é uma realidade distante, mas existe uma nova categoria que vem dominando o marketing digital: os nanoinfluenciadores. Eles são pessoas que possuem até 10.000 seguidores e apresentam altas taxas de engajamento em seus perfis (curtidas, comentários, compartilhamentos).

Ok, mas como ganhar dinheiro se você é um nanoinfluenciador?

A primeira coisa que você tem que fazer é entender qual conteúdo de valor você pode oferecer para a sua audiência. Pense o seguinte: qual produto você consome em alta frequência e comenta sobre ele nas redes sociais? Vou jogar alguns exemplos aqui para que você consiga pensar em sua realidade: 

  • Eu gosto muito de vinhos e posto nos meus stories quais marcas eu gosto e não gosto
  • Eu adoro cozinhar e estou sempre postando fotos e vídeos das minhas receitas
  • Eu cuido muito do meu cabelo e adoro conversar com meus seguidores sobre dicas de produtos
  • Adoro ler e dar dicas de livros para os meus seguidores

As possibilidades são infinitas!

Profissionalizando o seu conteúdo

Agora que você já sabe qual tema deseja focar – não precisa ser somente um! – chegou a hora de tornar o seu perfil interessante para as marcas. A primeira coisa que você precisa fazer é trocar o seu perfil no Instagram de pessoal para criador de conteúdo. Isso vai te dar acesso a métricas importantes que serão cruciais na hora de apresentar o seu perfil para as marcas.

O segundo passo é profissionalizar o seu conteúdo. Isso significa que você deve criar legendas que gerem valor para a sua audiência, ou seja, algo que ensine, que mude o forma de pensar, que faça a pessoa parar para realmente ler o que você tem pra falar. Está tudo bem postar uma selfie com um emoji vez ou outra, mas até mesmo essa selfie tem que ser parte de um planejamento de conteúdo que reflita no valor da sua marca. Sim, o seu perfil virou sua marca agora!

Números e mais números

Vamos falar a verdade. As marcas querem mesmo é saber os seus números. E como você vai apresentar esses números para as marcas? Com um documento chamado mídia kit. Nele você precisa colocar uma introdução sobre você, os assuntos que você trata nas redes sociais, os projetos que já realizou no passado, e tudo o que achar relevante para que uma marca se interesse pelo seu perfil, além de, claro, números.

Ao acessar os dados do seu perfil, você vai se deparar com informações como:

  • Alcance
  • Impressões
  • Visitas no perfil
  • Clicks no site
  • Localização da audiência
  • Idade
  • Gênero

Tudo isso importa muito para as marcas. Outra coisa que você deve levar em consideração é a sua taxa de engajamento, que é calculado a partir de uma fórmula: interações (curtidas + compartilhamentos + comentários + posts salvos) dividido pelo alcance. Ou seja, se você quer ganhar dinheiro com as suas redes sociais, você PRE-CI-SA começar a monitorar os seus posts!

A cereja do bolo

Depois de ter o seu conteúdo lindinho e um mídia kit profissional, tudo o que falta é achar marcas que possam se interessar por você! Minha dica é começar por marcas pequenas, que você já fala sobre nos seus posts, e mandar um e-mail bem escritinho para que eles vejam que você está levando isso a sério!

Agora chega de perder tempo e bora ganhar dinheiro com o conteúdo que você provavelmente já está produzindo!

Julia Prezotto
Julia Prezotto

Sou uma das apresentadores do podcast Dicionário Feminista! Sou jornalista de formação, mas trabalho com marketing digital desde 2012. Passei por experiências incríveis no Brasil até decidir me mudar para Vancouver, no Canadá, em 2018. Nas horas vagas eu amo ver vídeos de bichinhos fofos, ler histórias de suspense a assistir documentários na Netflix. Você me encontra no Instagram @julia.prezotto.