COMO COMEÇAR A CONVERSAR SOBRE DINHEIRO

Você conversa com as pessoas sobre dinheiro? Essa foi a pergunta que joguei nos meus stories do Instagram pra saber quem dos meus seguidores conversa sobre o assunto e quem precisa trabalhar essa questão.

E eu também pergunto a você, querida leitora: você fala abertamente sobre dinheiro? você tem vergonha de falar quanto ganha? Essas perguntas são para te tirar da zona de conforto e já fazer você refletir sobre como anda a sua relação com o dinheiro.

Atualmente esse tem sido um assunto muito discutido na mídia, principalmente pelas mulheres. Felizmente a cada dia surgem novas educadoras financeiras, um perfil novo no Instagram destinado ao público feminino, um novo canal no YouTube ou até uma amiga que começou a te instigar a falar sobre o assunto.

Mas, mais do que ter uma vida financeira equilibrada e um salário que te satisfaça, é muito importante conversar sobre dinheiro. Eu sei que esse não é um processo fácil, ainda mais quando paramos para analisar como que a nossa família se relaciona com o dinheiro.

Crescemos escutando que precisamos entrar em uma universidade, formar, arranjar um emprego (que pague bem), ir morar sozinha e ser financeiramente independente. E quando chegamos na parte do financeiramente independente, esbarramos em um ponto que, para muitas, nunca foi mencionado, que é como devemos administrar o nosso dinheiro.

Mas, como começar a conversar sobre dinheiro?

Antes de sair por ai “tagarelando” sobre finanças, é importante que você entenda o porque não conversava sobre o assunto e o que te incomoda em relação ao dinheiro, como por exemplo não ter condições para comprar algo específico, está insatisfeita com o salário, tem dividas ou não sabe nada sobre o tema.

A minha primeira sugestão, é que essa conversa comece dentro de casa. Comece a se envolver no planejamento, olhe as contas fixas para saber quanto que a família está gastando, participe das compras do supermercado, pergunte para os seus pais como que eles organizam as contas, entre outros.

Dar esse primeiro passo com os seus pais, vai estimular eles a conversarem sobre o assunto, vai caindo a barreira do “não sei como se organiza as contas” e você vai se sentindo mais confortável para falar sobre dinheiro.

E antes que você pense “ah, mas os meus pais não dão essa abertura”, comece então com a segunda dica que é leia livros sobre finanças, escritos por mulheres. Algumas sugestões são: Me Poupe, da Nathalia Arcuri; Pense e Enriqueça para Mulheres, da Sharon Lechter; e Ganhar, gastar e investir, da Denise Damiani.

A terceira dica é assistir vídeos no YouTube e acompanhar educadoras financeiras. E a quarta dica, que é algo que faço todos os meses, é convidar uma amiga para planejarmos as contas do próximo mês juntas. Dessa forma uma vai estimulando a outra e uma vai ensinando o que sabe sobre dinheiro, para a outra.

Conversar sobre dinheiro é um processo que deve ser estimulado constantemente. Eu mesma, deixei de ter vergonha de falar sobre o assunto recentemente, não tem nem quatro anos. Então, você não precisa ter pressa, vá no seu tempo, procure uma amiga que já entende sobre o assunto e puxa conversa com ela, começa a estudar e, também comece a olhar para o seu dinheiro com mais carinho.

Gabe Pinheiro
Gabe Pinheiro

Jornalista e blogueira. Adora um papel e caneta, um bom livro e uma xícara de café. Gosta de conversar sobre dinheiro, empreendedorismo e moda.