DIZER “NÃO” É UM PROBLEMA SÉRIO PARA VOCÊ? VEM AQUI, VAMOS CONVERSAR!

Sabemos que temos alguns fatores sociais e culturais que colaboram para esse cenário que reforça o papel da mulher como cuidadora, bondosa e solícita. Tudo bem ser todas essas coisas, o importante é ter certeza você que não está colocando o outro acima de suas próprias vontades. Quando não sabemos falar “não”, é isso o que acontece.

Se você se sente desconfortável em dizer “não” pelo medo de alguma represália das pessoas que você convive, é necessário repensar essas relações. Seja na vida pessoal ou no trabalho, impor limites é saudável.

Para começar, se para uma relação (qualquer seja, amorosa ou não) você tem que sempre dizer “sim”, caso contrário você perde o carinho dessa pessoa. CORRE! Essa é uma relação no mínimo não saudável para você, no caso, a pessoa mais importante.

Mas sabemos também que em muitos casos essa imposição para dizer “sim” é interna, por inúmeros motivos, vários deles culturais e socialmente impostos para a mulher, de maneira sutil e em pequenas porções de machismo ao longo dos anos. Por isso, tomar consciência desse aspeto é tão importante para que as mudanças sejam feitas.

Existem incontáveis motivos para se evitar o “não”. Pode ser medo de criar conflito, de perder o emprego, de perder a amizade, de soar mal-educada ou até vontade de ser amada.

Pode ser que você tenha dificuldade em dizer “não” por algum tipo de carência e a forma que você usa para preencher esse vazio é sendo necessária o tempo todo, mas em algum ponto isso está te fazendo mal. Certo?

Pode ser também que a sua dupla e até a tripla jornada te dá a impressão que só você pode resolver tudo. Será mesmo?

O que percebemos com esses exemplos é que você precisa descobrir a razão que isso acontece com você. Para cada pessoa vai ser diferente. Então:

Primeiro, descubra a sua razão para ter dificuldade em dizer “não”. Se observe MUITO.

Segundo, escreva os seus objetivos de vida em um papel. Sabendo o que você quer é mais fácil dizer “não” para as coisas que não se alinham com esse plano.

Terceiro, peça um tempo para pensar antes de responder. As mensagens são instantâneas, mas você não. 😉

Quarto, não se sinta culpada por estar colocando você em primeiro lugar. É sensato se cuidar para depois lidar com todos os desafios da vida, que não são poucos. Lembre-se que você também merece descanso. Não é só porque você tem tempo livre que esse tempo deve ser preenchido por algo, se dê esse espaço também. Tudo bem dizer “não” para ficar jogada no sofá assistindo algum filme bobo ou pra fazer nada.

Por último, essa mudança não vai ser da noite pro dia e tudo bem. Você agiu assim por anos, leva um tempo para mudar as coisas aí dentro de você. Além de ser algo cultural também, mas não é imutável. Tomar consciência desses fatores internos e externos já é um passo para mudar a sua resposta ao cenário que você vive. Dessa forma você vai estar dizendo mais “sim” para você.

Eu amo uma frase que cabe muito bem aqui

“A mulher que você está se tornando vai te custar pessoas, relacionamentos, espaços e coisas materiais. Mas escolha ela ao invés disso tudo”

A autora, mesmo desconhecida, está coberta de razão.

Amanda Tolintino
Amanda Tolintino

Otimista por natureza, apaixonada por viver intensamente e seguir os seus sonhos. Ama estar com pessoas que se importam com o próximo e trabalhar com marcas inspiradoras. É Publicitária e Mestre em Media Psychology. Para entrar em seu mundo, siga ela no Instagram pelo @amandatolintino.