AUTOCONHECIMENTO É LIBERDADE

Para começar nosso papo por aqui, quero falar sobre autoconhecimento. Você deve tá pensando “ué, não é exatamente sobre o que você sempre vai escrever aqui”? Sim.

O que eu quero dizer com isso é que o autoconhecimento é o ponto de partida pra todo o resto. Tudo, tudinho na sua vida, pode se tornar mais fácil se você se conhecer.

Seu trabalho, suas relações, seus pensamentos, suas amizades, seu dia a dia, suas escolhas, sua rotina… O autoconhecimento envolve inúmeras descobertas, áreas e possibilidades. Quando a gente aprende a ouvir o que o nosso corpo diz e ganha clareza dos nossos pensamentos, a gente tem mais facilidade pra agir e para se relacionar com o mundo e com as pessoas à nossa volta.

Costumo dizer que autoconhecimento é a nossa maior ferramenta de liberdade. É um caminho que escolhemos traçar em direção à eterna busca de ser quem realmente somos e aceitarmos isso – lembrando que aceitação não é o mesmo que acomodação (podemos falar sobre isso mais a frente). É ele que nos permite lidar com nossos medos e inseguranças e descobrirmos em nós uma força e confiança que jamais imaginamos.

Para isso, precisamos enxergar, respeitar e amar a nossa história. Ora, se somos o que somos é por tudo o que vivemos, experienciamos e aprendemos até aqui – tudo, tudo mesmo (o bom e o ruim) colaborou pra isso. O que foi ruim, ou aquilo que não deu certo lá atrás, nos torna vitoriosas e guerreiras de estarmos aqui, agora, apesar dos pesares. O famoso aprendizado. E o que foi bom simplesmente nos deu a alegria de ter acontecido, de ser parte da nossa vida.

É preciso olhar pro nosso passado como algo que faz parte de quem somos, mas que não nos define. Pergunte-se “Eu posso controlar essa situação? Posso mudar o que aconteceu?” Sem querer te desanimar, mas, provavelmente, a resposta será: não. O que você pode controlar é a sensação e o sentimento que você tem com relação a isso. Você pode escolher como quer estar hoje frente ao seu passado.

Esse olhar nos tira o peso da culpa e traz uma leveza indescritível. Você se perdoa, por entender que aquela situação não era sobre você, e perdoa o outro também, por que começa a entender que todos temos nossas histórias. Olhe para o seu passado com um olhar mais carinhoso ao invés de se questionar repetidamente o por que de as coisas não terem acontecido de outra forma ou não terem dado certo.

Eu comecei fazendo isso de uma forma bem aleatória, só em pensamento. E funcionava, mas não era tudo tão claro. Até que comecei a escrever diariamente. Comecei a transcrever pro papel todos meus pensamentos, sentimentos, percepções, vitórias, erros, tudo, como uma espécie de diário, e fui tendo mais facilidade de compreender cada parte de mim – e da vida!

Se abrir pra quem você é nem sempre é gostoso e divertido, às vezes incomoda mesmo, e isso faz parte. Mas, é esse olhar de amor próprio que vai te trazer mais confiança pra externalizar todo o poder que você tem ai dentro, pode acreditar!

Raissa Capibaribe
Raissa Capibaribe

Minha paixão é compartilhar tudo que aprendo e experiencio para ajudar pessoas a (re)descobrirem sua força interior. Meu rolê preferido sempre vai ter uma boa comida, acompanhada de vinhozinho e boas companhias (e um pagodinho pra ficar perfeito hehe).