TRÂNSITOS ASTROLÓGICOS DA SEMANA (5 a 10 DE JULHO)

Toda Lua Cheia representa o ápice de um processo que se iniciou há 6 meses na Lua Nova de mesmo signo – neste caso, o que se colhe é o que foi iniciado lá em dezembro do ano passado, no dia 26. Que por acaso trazia consigo um eclipse em Capricórnio. Pare um instante e busque na memória o que estava acontecendo na sua vida nesse período. Pode te ajudar a entender bastante a energia aqui. O eclipse lunar que aconteceu durante a madrugada de hoje (domingo, dia 5) é o encerramento de um ciclo. É o último de uma série de eclipses que vêm acontecendo no eixo Câncer/Capricórnio, desde julho de 2018.

Capricórnio e Câncer são dois lados de uma mesma moeda, são opostos complementares. Ambos falam das nossas estruturas essenciais, de como o que foi construído em nós, por nós e através de nós, tem total e completa relação com a forma que nos estruturamos e consolidamos no mundo. Tudo o que nos trouxe até o momento de culminação deste eclipse lunar coloca em jogo a forma com que nos manifestamos e construímos a vida. O problema é que tendemos a carregar e alimentar processos como se fossem bichinhos de estimação. Tem coisas que em algum nível já estão resolvidas, e ainda assim, ficamos ali batendo naquela tecla, colocando a nossa realidade racional de frente com a emocional, numa eterna briga de galo.

A conjunção que a Lua faz com Júpiter e Plutão aponta que é necessário deixar ir o que não precisamos mais carregar. Há muros que precisam ser derrubados para que pontes sejam construídas. A Lua faz ainda aspecto harmonioso com Netuno, nos lembrando da importância do sonho. Guti Fraga, ator e diretor brasileiro, disse uma vez “um ser humano sem sonhos é como um pássaro sem asas”. O céu de domingo tem muita energia de terra e cardinal. Não basta só sonhar, só criar mundos e realidades paralelas que só existem dentro de nós. A energia cardinal é uma energia de início. É preciso materializar, encarnar a cabra montanhesa e subir a montanha que cabe a cada uma, alinhadas com o que realmente faz sentido pra nós, com a realidade que queremos ver concreta.

Na segunda, dia 6, a Lua entra em Aquário e faz aspectos com Urano, Marte e Vênus. Toda a energia do dia anterior ainda reverbera e pode ter aquele desejo de mudança pra agora, pra ontem, ainda mais com Marte em Áries. A vontade de romper com o estabelecido é legítima e é justamente Marte quem traz uma força emocional que nos torna mais capazes de lidar com o que surgir. Mas é preciso paciência, é isso que nos ensina a forte energia capricorniana que sentimos tão forte durante todo este ano. Urano está em Touro e Touro pode demorar um pouco para resolver as coisas, mas é pra que quando chegar a hora, saia exatamente como o planejado. O aspecto harmonioso que a Grande Mãe faz com Vênus nos lembra que não precisamos caminhar sozinhas na construção dessa nova realidade. Esse trígono deixa todo mundo mais aberto e receptivo e traz uma abordagem mais positiva do que estamos vivendo.

Terça-feira é dia de Lua Fora de Curso. Isso mesmo, um dia inteirinho de Lua Vazia. Ela vai entrar em Peixes só no outro dia, às 15h13min. Pra quem não sabe o que é uma Lua Fora de Curso, é quando a Lua transita de um signo para outro, e nesse meio tempo, não faz aspecto com nenhum planeta. Durante uma LFC as coisas tendem a não sair exatamente como esperamos. Não é dia de tomar nenhuma decisão importante nem de se propor grandes desafios. É como um descanso concedido pelo divino depois de tanta movimentação cósmica. O Sol faz aspecto harmônico com Netuno: se possível, tire o dia pra explorar todo esse potencial criativo que tem aí dentro. Ambos os astros em signo de água colocam a nossa expressão emocional fortíssima. Dance, cante, pinte, borde. Tire um dia para descansar, pra fazer essa energia aí dentro circular. Sem cobranças, sem esperar um resultado. Não há um certo ou errado aqui.

Na quarta, às 15h13min, a Lua entra em Peixes. Paralelamente, Mercúrio e Marte caminham para uma quadratura, trazendo inquietação. Marte em Áries quer ação – Mercúrio retrógrado em Câncer encontra desafios de colocar pra fora tudo o que acontece dentro. Percebe o paradoxo? E com a Lua em Peixes, estaremos naturalmente mais sensíveis. Pode ser que os ânimos se exaltem. A retrogradação de Mercúrio também fala de uma comunicação mais desafiadora. Nesse aspecto tenso com Mercúrio, uma palavra impensada pode trazer consequências desmedidas e desnecessárias. Este é um dia que indico fortemente uma prática meditativa. É preciso trazer um pouco da energia capricorniana de terra através da concentração e do foco para equilibrar toda a sensibilidade da água e impulsividade do fogo.

Dia 9, na quinta, continuamos sentindo o efeito da quadratura entre Mercúrio e Marte. Mas temos o dia marcado por uma forte energia de água, com a Lua em Peixes fazendo aspectos harmônicos com o Sol e Mercúrio. Um lindo dia para alinharmos as necessidades da mente com a do coração. Para conseguirmos agir efetivamente em nome de algo, é preciso equanimidade. Esse Mercúrio retrógrado, apesar de demonizado, é uma oportunidade incrível de rever os caminhos que nossas escolhas estavam tomando e colocá-las de volta no trilho permeado pela nossa verdadeira essência. Ser fiel a si mesma exige constantes ajustes.

Já na sexta, a Lua em Peixes faz conjunção com Netuno. Não é um dia de tomar nenhuma decisão importante, nem de fechar contratos ou fazer compras grandes. Peixes vai estar bem ativado e a energia lúdica, receptiva, sensível e intuitiva, aflorada. A tendência aqui é mais a passividade mesmo, então, por que não aproveitar? A Lua ainda faz sêxtil com Plutão, trazendo a possibilidade de usar a contemplação e a imaginação a favor do que queremos no lugar de tudo isso que estamos vendo morrer. As emoções podem encontrar espaço pra se manifestar: um convite para a regeneração. Temos duas opções diante da correnteza da vida, sermos rio ou sermos pedra. Faça a sua escolha conscientemente.

Na madrugada do sábado, dia 11, a Lua entra em Áries, dia de agitação mental. Veja bem, cara leitora, temos toda a semana marcada pelo contato de Marte e Mercúrio. Mal entendidos têm possibilidade de acontecer todos os dias, mas hoje isso pode ser especialmente desafiador – a Lua encontra com Marte, trazendo bastante impulsividade. Aquela coisa de atirar primeiro e perguntar depois, sabe? A Lua faz sêxtil com Vênus também, trazendo uma atmosfera de harmonia, afabilidade. Mas com Áries tão ativado, se atente para imposições. A sua harmonia pode não ser a mesma que a do coleguinha. Podemos acabar nos queimando com o nosso próprio fogo.

Caroline Borges
Caroline Borges

Jornalista, comunicadora, terapeuta energética e astróloga em eterna construção pela vida. Trago saberes e incentivo sonhos no @ocosmosevoce.