TRÂNSITOS ASTROLÓGICOS DA SEMANA (26 de JULHO A 1º DE AGOSTO)

Depois de muito Câncer ativado no céu, é com um suspiro e um sorriso de alívio que recebemos o Sol em Leão! A semana que vai de 26 de julho a 1º de agosto traz uma energia bem mais leve e o começo do desafio leonino: se divertir no meio do cenário caótico que vivemos com essa quarentena no nosso país Brasil.

Os próximos dias são marcados pela quadratura entre Mercúrio e Marte, Vênus e Netuno e o sêxtil de Júpiter com Netuno. Um sêxtil é um aspecto harmônico, que no caso, está conversando com um aspecto tenso, que é quadratura.

Júpiter em Capricórnio e Netuno e Peixes nos colocam pra exercitar um hábito negligenciado: imaginar. O filósofo Gaston Bachelard uma vez disse que a imaginação não é formar imagens da realidade, como sugere a etimologia da palavra. É sim a faculdade de formar imagens que ultrapassam a realidade, que a cantam: é um ato de sobre-humanidade. Toda a experiência vivida através do arquétipo de Capricórnio que conhecemos até agora derrubou antigas estruturas. Cabemos-nos, agora, a construção de novas, que se me permitem opinar, devem abrigar tudo o que nos faz sentido, mesmo que não corresponda ao que é sentido pelo mundo que vem de fora.

Júpiter e Netuno colocam a nosso serviço o ato de imaginar, criar, principalmente no que concerne ao nosso desenvolvimento pessoal. Todas as áreas são válidas e agem integradas ao que somos, seja a social, a espiritual e a artística. Por que não as unir? As energias cardinais e mutáveis interagem em nome da flexibilização do ser e do reconhecimento de que, por vezes, caímos na cilada da cristalização. Porém, temos Vênus em Gêmeos formando quadratura que pode nos levar a buscar demais sem nos aprofundar em nada. Mesmo na construção de um novo mundo pessoal, não devemos nos afastar do real.

Muitas vezes não encontraremos a aprovação e a afirmação daquilo que buscamos. E tudo bem. Isso deve vir de nós mesmos. Se defendemos algo, antes de esperar que a vida compre a nossa ideia, devemos fazer isso primeiro, acreditando na potencialidade leonina que nos permeia de criarmos o que quisermos. De nada adianta colocar uma tromba na cara diante dos obstáculos, nem descontar nos outros as possíveis frustrações. A ação nem sempre sai como planejada, mas toda experiência é um aprendizado. As decepções podem ocorrer – e não se engane, elas irão – contudo cada uma delas é um passo em direção a uma visão mais abrangente de mundo. Imaginar é fundamental, mas ver as coisas elas são de fato, também é. Uma coisa não anula a outra e o equilíbrio é a eterna busca da plenitude. Imagine, idealize, mas não projete. A vida tem uma maneira muito particular de se desenrolar e ao mesmo tempo que ocupamos o papel de protagonista, também somos meras observadoras. Por isso, não hesite em dar um passo pra trás diante do desenrolar das coisas e reavaliar os rumos tomados.

Domingo, dia 26, dá a partida da semana e não é dia de muita ação. A Lua transita por Libra e busca da harmonia vem naturalmente, então aproveite o dia para planejar a sua semana. Sem pressa, sem cobrança.

Segunda de Lua em Escorpião em oposição a Urano em Touro. O emocional é ativado com a energia escorpiana e surgem aí questões que você estava evitando, mas que não tem pra onde correr, não: tem que olhar. A mudança está aí, queira você reconheça ou não. A sementinha do ciclo foi plantada na Lua Nova, mas agora é a vez da Crescente. Plante os insights que vierem e se pergunte: onde mudar? como? de que forma? Lembrando que Vênus está quadrando Netuno, que traz uma carência. Se dê amor, carinho, atenção.

Na terça, 28, Lua em Escorpião em sêxtil com Júpiter, Plutão e Saturno e trígono com Netuno e Mercúrio. Um dia de fluidez, de acessar nossos arquivos mais profundos e usar nosso sentir a nosso favor. Água e terra, os elementos ativados com esses aspectos, são complementares. É a união super favorável da imaginação que anda a toda com potência de materialização na realidade concreta: a segurança que buscamos está em nós mesmos, nas nossas criações.

Na quarta, 29, a lua entra em Sagitário durante a madrugada. Já começamos a sentir o trígono de Mercúrio e Netuno que é sinônimo de intuição. A sensibilidade aumenta e vontade de expandir também, com a energia sagitariana no ar. A inspiração está em tudo, quando sabemos olhar: na música que toca, na folha que cai, na nuvem que atravessa o céu. Saiba reconhecer o diálogo constante que o universo mantém com você e será um dia incrível pra acessar as respostas que vem buscando. Ah, pode ser que venha uma preguicinha junto, e ela segue na quinta-feira. Tá tudo bem também. A necessidade de movimento vem da exigência de produtividade que a sociedade nos impõe. Permitir-se a contemplação é um ato de resistência.

Quinta, 30, temos a Lua em Sagitário aspectando Netuno, Marte e Vênus, Mercúrio se opondo a Júpiter e fazendo trígono com Netuno, que faz sêxtil com Júpiter. Parece confuso, mas podemos tirar muita coisa boa daqui. Comece a prestar atenção na sua relação com a autocobrança. Você exige muito de si? Tá sempre se colocando contra parede em busca da constância? Porque se tem uma verdade nessa vida é impermanência dela. O controle é uma ilusão que nos coloca na zona de segurança, onde tudo é previsto e programado. Não é bem assim que as coisas funcionam. Seja fiel a si mesma e não duvide. Nunca duvide. Questione sempre, mas duvidar, não. A dúvida leva a estagnação e o movimento é necessário, mesmo que não vejamos muito o que há na frente.

Na sexta, 31, começamos a sentir oposição de Mercúrio com Plutão junto com uma Lua em Capricórnio aspectando Urano em Touro. Atenção para a negatividade, ela pode tomar conta. A tendência aqui é enxergar chifre na cabeça de cavalo. Mantenha-se aberta, receptiva, não se feche para as circunstâncias. O medo é importante para nossa sobrevivência: sem ele, pular de uma ponte pode parecer uma boa ideia. Ele pode ser um bom companheiro quando aceitamos sua necessidade. Não dê muita atenção pra cobrança pras críticas, pros julgamentos, principalmente pros que vierem de si mesma. No lugar, se atente as ideias que surgirem, que tem tudo para serem revolucionárias em seja lá o que você estiver construindo. Deixe para ter conversas importantes ou qualquer outra coisa que exija comunicação forte pra depois.

Sábado, dia 1º de agosto, seguimos sentido a oposição Mercúrio e Plutão, que fazem aspecto com a Lua. Um dia para recolhimento, curtir o próprio silêncio e se atentar pros caminhos obsessivos que sua mente pode insistir em trilhar. O Sol quadra Urano e traz inquietação. A ansiedade pode bater a porta. A quadratura da Lua com Marte indica que não é um dia de muita ação também. Recolha-se e curta a própria companhia: suas sombras tem muito a te ensinar.

Caroline Borges
Caroline Borges

Jornalista, comunicadora, terapeuta energética e astróloga em eterna construção pela vida. Trago saberes e incentivo sonhos no @ocosmosevoce.